Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

Vizela, oh Vizelinha

20190813_215910.jpg

Daqui fala a Osa, mas qual delas... 

 

Pois, a Osa veio até à cidade que a viu crescer. 

Vizela!

Por estes dias, andamos em Festas da Cidade. 

Já desde 2015 que não vinha às festas.

Este ano foi bom regressar à folia que anda à solta pelas ruas (literalmente). 

Esta rua foi decorada com estas faixas com a letra da música que tanto nos diz, a nós Vizelenses.

" Vizela, oh Vizelinha, 

Vizela tu és Rainha, 

Das Termas de Portugal,

És a mais Linda da Estância Termal. "

Não resisti a tirar uma foto 😂 😂 

E olhem só mais uma foto tirada pelo meu do meio.

IMG-20190814-WA0000.jpg

Adoro 😍 

(Eles sofrem muito comigo, mas lá no fundo adoram a minha veia Osa)  🤗🤗

Parabéns à comissão de festas 2019, por mais um ano que se cumpriu a tradição 👏👏👏

Mas Vizela não é só festa e tenho (RE)carregado as baterias para mais uma jornada que começa não tarde muito.

Familia, Amigos e Amor.

VIZELA, MINHA VIZELA! ❤🍀

P.S - Ontem o nosso Bolinhol foi Eleito como o melhor Doce do distrito de Braga, nas 7 Maravilhas Doces de Portugal. Bravo 👏👏

Comemorações dos 10 anos em Águeda, (parte Vizela)

1505813778508327.JPG

 Daqui fala a Osa mas qual delas...

 

[este Post foi escrito ontem, mas com a falta de tempo e algum esquecimento ficou por publicar] 

 

Em dia de assinalar "O Primeiro Amor" (by Comercial), venho dar continuação aos festejos da minha década na cidade que me acolheu em 2007.

O meu Primeiro e Grande Amor mora em Vizela.

A minha Mãe 

Mas também o meu Pai.

Desculpem mas não consigo escolher.

Não é querer agradar a "todos", é verdade!

Claro que há mais empatia ou afinidade (chamem o que quiser) com um do que outro, mas o AMOR é igual.

Para mim, claro!

 

Lamechices à parte...

Ainda nem passaram 24 horas desde a minha última visita a Vizela e as saudades já apertam.

Não é "balelas" nem exagero.

Eu começo a sentir saudades no mesmo segundo que me despeço.

A viragem nos "fundos" (só os de lá vão perceber) é "o marco" de que vou embora.

Mas sempre volto.

 

Das frases que mais ouvi nestes últimos anos é:

"Porque é que não vens mais vezes a Vizela?"

Hoje tenho a resposta perfeita:

Porque não é só Primeiro Amor que nos basta, hoje sou mais completa graças a Águeda (salvo seja).

 

Mais ainda, porque a minha vida agora passa por aqui e tenho que construir as bases necessárias para que eu seja feliz, assim como fui feliz em todos os anos que vivi em Vizela.

Isso implica passar tempo por cá.

 

Mas quantidade não é sinónimo de qualidade.

Hoje sei por experiência, não só na teoria.

O tempo que passo lá é curto, muito curto mesmo.

Por vezes é pouco mais do que 24 horas, sendo que 7 horas(+-) são a dormir!

Mas é sempre bom.

Não dá é para estar com todos.

Acreditem que não é por falta de vontade.

Com a "dita maturidade" aprendemos a definir prioridades.

 

Tenho Vizela e Águeda no meu coração para sempre e nenhuma substitui a outra

Oh meu querido S.Bentinho

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Hoje é dia de S.Bento.

O meu Santo Padroeiro de Vizela.

Cresci a Adora-lo.

Lá em casa faz-se a romaria religiosamente todos os anos no dia dele.

Mas também fora do dia.

É sempre um passeio que estava nos nossos passatempos favoritos.

Ir até ao Monte de S.Bento.

A Pé ou de carro.

Eu, hoje posso dizer que já fui lá a pé, a caminhar e a correr, de carro e de bicicleta também!

Yeah!!

704618_4505002917513_1399673846_o.jpg

Esta imagem foi no dia que decidi subir ao S.Bento das Pêras em Vizela, apesar de achar que não conseguiria, consegui!!!

Vale muito também pela magnifica vista sobre a minha Vizela 

 

Gostava muito de estar hoje em Vizela, para poder festejar com os meus mais um dia de S.Bento.

O meu Pai Adora e nunca, mas NUNCA trabalha neste dia (confesso que ainda não confirmei hoje)!!!

Tínhamos o hábito de jantar todos juntos por lá...saudades!

 

 

Vizela (Parte não sei bem qual)

IMG_20170610_214555.jpg 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Escrever sobre Vizela é sempre sinónimo de emoção.

Podem achar que é exagero, mas sinto um frio na barriga, um arrepio na pele e a lágrima no canto do olho começa a espreitar!

São muitas as saudades que tenho da cidade que me viu crescer e sempre que consigo ir lá passar o fim de semana é motivo de muita alegria 

Ainda por cima este fim de semana como não trabalhei no sábado de manhã consegui estar lá mais tempo...tem que se aproveitar todos os minutos.

E este fim de semana consegui!

Consegui estar com quem me "propus" a estar.

Consegui ir à Feira Romana que se realizou por estes dias na minha bela cidade.

Este evento é recente, quando eu ainda vivia lá não havia nada disto.

É a "evolução" a acontecer.

Bravo à organização, "hoje" ainda é numa escala pequena ao que se vê por esse Portugal, mas temos que começar por algum lado.

Só por isso têm a minha admiração e gratidão.

Sim, gratidão, pois não é por não viver lá que me deixo de importar sobre o que por lá se faz ou deixa por fazer.

Vizelense sempre!

Depois consegui participar no Grande Prémio da AIREV, um Evento Solidário.

A Airev ( Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela) é uma Instituição Particular de Solidariedade.

Esta foi a VI Edição e segundo os números divulgados foi alcançado um novo record de inscrições. 

 

"3700 foi o bonito número de pessoas que disseram "Sim" à Airev e encheram os nossos corações de esperança num futuro melhor." 

*frase retirada do Facebook da Airev Vizela 

 

Cada participante contribuiu com 5€, tendo direito a um Kit (t-shirt, saco com água e fruta), por isso foi um número bem Bonito, como disseram!

IMG_20170611_100046_1.jpg

 Mas o meu tempo foi bem medido e por isso também houve um pouco de relax no miminho dos meus, estar em casa e brincar com as princesas 

 

Uma curiosidade: provei um Bolo na Feira Romana chamado "Bolo Chaminé" e adorei aquilo, alguém já ouviu falar??

 

 

 P.S - A primeira imagem é da feira romana e a segunda é da prova solidária da Airev.

 

Um belo fim de semana (com muita dureza)

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Diz que ontem chegou a Primavera.

Para mim (mais uma vez digo) será sempre no dia 21.

Por isso dou por aberta a estação da Primavera 

Já é impossível não notar as árvores cheias de cor pelas ruas, tão lindo!

 

Mas o que aqui vim contar hoje foi o belo fim de semana que tive.

Foi no miminho dos meus.

É tão bom ir recarregar baterias ao nosso amor de sempre e para sempre.

 

Consegui passar o Dia do Pai com o Homem da minha vida, o meu Paizão!

Foi o presente que lhe ofereci este ano, estar presente.

E ainda o deixei com a neta, como passo a explicar já a seguir.

Conseguem imaginar melhor presente?

Eu não.

(nunca se esqueçam, que as melhores coisas não se compram!)

Não quero com isso dizer que não se devem dar presentes, este ano é que foi diferente!

 

Então porque é que a minha filha ficou com os avós?

Porque o outro Pai que existe na minha vida também merece um presente.

O Pai da minha filha teve "um presente envenenado" 

Dei-lhe tempo só comigo, sem a nossa Pipoca!

 

E qual foi o programa de sonho ?

 

Fomos fazer um Trail.

O Trail da Rota do Bolinhol em Vizela.

Participar numa prova na terra que me viu crescer foi diferente.

Já não é a primeira vez que faço estas provas, mas desta vez foi especial.

Foi percorrer trilhos que nunca tinha passado, mas em terra bem conhecida.

Esta foi a parte boa.

 

Agora vamos aos factos.

Ele teve que me aturar durante os 14km (menos nas descidas, que eu Amei, mesmo as mais tecnicas).

Foi tão, mas tão duro que houveram alturas em que só me apetecia chorar!

A vergonha falou mais alto, confesso!

E a mão dele sempre nas alturas mais difíceis fez toda a diferença!

Obrigada!

 

Ele além de ter que superar o percurso difícil, teve que levar com as minhas queixas, quando a "coisa" apertava.

Digam lá que Ele não teve um Presentão do Dia do Pai?

meta_retoque.jpg

Imagem da chegada à meta, duas horas e dez minutos depois, a sorrir para não chorar!!!

 

 

 

Nota: Não é importante referir que o prémio Finisher era um Bolinhol, pois não?

 

Vizela (Parte 2)

Vizela_jardim.png

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Ando numa Nostalgia em relação ao Blog e numa das buscas pelos primeiros posts encontrei este, Vizela (Parte 1).

Reparei que nunca houve um Parte 2, até hoje.

Sim, hoje isso vai mudar (reparem no titulo) 

 

Vizela é a terra que me viu nascer como disse no tal post publicado à dois anos atrás, precisamente.

Vizela "viu-me" partir, para a que é agora a minha cidade de residência, faz este ano dez anos.

Pois é, quase uma década em que a minha vida virou toda do avesso.

Mas há quem diga que o Avesso é que é o certo.

Eu não sei, mas que estou bem, lá isso estou!

Embora nos primeiros anos eu fosse todos (ou quase) os fins de semana a Vizela, esta cidade que até então era a única, começou a parecer-me cada vez menos "familiar".

Não me interpretem mal, não é que eu não conhecesse as pessoas ou os locais, mas algo tinha mudado.

Na altura eu não percebia, mas agora eu percebo.

Foram os meus olhos que mudaram, ou melhor, a forma como eu olhava para as pessoas/coisas é que mudou.

A cada dia que passava parecia que eu me ia despedindo de cada um. 

Sem me aperceber.

Aliás não tinha como saber o que me iria acontecer nesta nova cidade que me acolheu.

Apaixonar-me!

Mas a vida é assim, basta estarmos disponíveis para poder acontecer.

E assim, deixei tudo e todos e hoje sempre que regresso a Vizela, as baterias são recarregadas, mas o meu olhar sobre esta pequena e linda cidade já não é o mesmo.

Vou mostrar um pequeno exemplo do que vivi este fim de semana.

No sábado passado estive em Vizela e fui à missa. O Padre é o mesmo desde que frequento a igreja. Como fui pessoa de ir muito à missa (fiz o crisma) conheço quase de cor os tiques e manias do Sr. Padre. Diga-se que a paciência não é o forte do senhor... Posto isto, posso dizer que continua tudo igual, ele a resmungar com os acólitos e ajudantes porque não estava tudo como ele queria...imaginem que ele parou a homilia para resmungar que uma porta se abriu...Oh Deus!!!

Mas se isto acontecesse à uns 10/12 anos atrás eu criticaria o homem e passava o jantar todo a resmungar com o meu pai e a dizer-lhe que o Padre não tem modos nenhuns, mas hoje não. Já no carro com os meus pais comentei a seguinte pérola: "há coisas que nunca mudam" e sorrimos os três.

 

Enfim, isto para vos dizer que por vezes estar "Fora" faz-nos muito bem.

Pelo menos a mim fez e sim, continuo a "Morrer" de saudades de Vizela.

 

P.S - A imagem é retirada da net e mostra o que para mim será sempre o centro da cidade, o Jardim Manuel Faria.

 

A memória e os seus truques

memoria.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Neste fim de semana prolongado tive a oportunidade de "regressar" a casa por quatro dias.

Sim, é bem diferente de apenas um fim de semana de dois dias.

É o dobro!

 

Foi óptimo acordar no dia seguinte a ter chegado e pensar:

"Hoje não tenho que fazer as malas e ir embora..."

Eu sei que não estou num país diferente, mas estar fora da casa que sempre foi a única que conhecemos nem sempre é fácil.

Mas a gente habitua-se.

Criamos novos hábitos.

Vemos novas ruas, novos rituais, novas caras.

Caras essas que se vão tornando cada vez mais familiares.

E com o tempo as caras que até então nos eram familiares, tornam-se aos poucos estranhas.

 

Durante este fim de semana lembro-me de estar numa festa e ver uma menina, senti que a conhecia mas não conseguia perceber de onde.

A memória estava a começar a atraiçoar-me.

Tive que pedir ajuda à minha prima.

Bastou ela dizer um nome e percebi logo quem era.

 

A nossa memória é assim, é de hábitos.

 

P.S - Imagem retirada da net.

 

 

Receio de menina

IMG_20160911_104529.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Este lugar  tem mudado muito para mim.

Lembro-me de lá ter ido vezes sem conta.

Desde sempre.

Faz parte da minha vida, sem dúvida.

O Parque Natural de Vizela.

Dizem as más línguas, que os mais novos agora chamam "PN".

"...Vamos até ao PN..."

 

"...Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades!..."

 

Lembro-me de ir lá com os meus pais assistir à Revista.

Sim, Revista Portuguesa!

Era miúda.

Lembro-me que toda a gente ia.

Lembro-me de se pagar para entrar.

Lembro-me que era uma confusão de gente.

Mas estavam todos felizes.

Pelo menos ao olhar de uma criança.

Lembro-me das "gaivotas" neste lago que se vê na imagem, aquelas em que as pessoas pedalam para andarem.

Lembro-me do medo que tinha disso! 

Ainda o tenho.

Mas agora neste lago já não há gaivotas, só alguns patos!

 

Mas o que quero confessar hoje é o MEDO que eu sentia pelo Lago.

Lembro-me de alguém ter dito que uma criança tinha caído lá e nunca mais tinha aparecido...

Nem sei quem disse isto, mas está sempre presente em mim.

Sei que parece ridículo, mas infelizmente assustou-me durante anos.

Anos demais!

Lembro-me de perguntar aos meus pais e eles desmentirem, disseram que não passava de uma história para assustar crianças.

Resultou!

Pelo menos comigo.

Nunca quis andar nas gaivotas!

 

Nas minhas idas a Vizela, pois agora já não é a minha área de residência, é quase Imperativo ir ao Parque.

Não sei porquê.

Mas Adoro ir passear por lá, nem que seja só uma voltinha e sair.

Adoro a energia que lá há.

Gosto de ver que as gostam de andar lá.

Praticam desporto lá.

Nem sempre foi assim.

Lembro-me de passar anos sem lá pôr os pés.

Por isso, Obrigada a quem (re)valorizou o Nosso Parque das Termas.

 

P.S - Imagem tirada por mim.