Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

Mitos e "Lengalengas" da Maternidadade, Parte V

creche.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Um dos maiores receios da mãe é sem duvida saber onde e a quem vai entregar o seu filho quando tiver que ir trabalhar.

Hoje vamos falar sobre deixar os filhos na creche.

As opiniões dividem-se em relação à melhor altura para o fazer.

Por isso cá vai o meu testemunho.

 

Aos quatro meses iniciamos mais uma etapa nesta jornada.

A ida para a creche, porque a mãe tinha que ir trabalhar.

Lembro-me de sofrer imenso ao pensar nisto.Sofria mesmo, aliás acho que sofri "quase tudo" antes, pois no dia não custou assim tanto.

E não chorei.

Sim eu era daquelas que achava que ia chorar este mundo e o outro.

Mas não, foi pacifico.

Um sentimento estranho mas completamente aceitável.

Pronto, também tenho que confessar que até aos 6 meses eu ia lá amamentar de 3 em 3 horas.

Foi bem mais fácil.

Mas não me arrependo de a deixar na creche tão pequenina, ela adaptou-se super bem!

E o facto de não estar com ela 24 horas por dia também nos fez muito bem.

Mas não fez milagres, a mãe é que é a melhor 

 

Lição nº5

Sofrer por antecipação só faz rugas de expressão!

 

 

P.S - Falta 1 dia e 1 tema.

P.S2 - Imagem retirada da net.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.