Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

Blog da Osa

Não sou Curiosa (muito), Ambiciosa, e muito menos Invejosa. Mas por outro lado sou Ansiosa, Medrosa ( embora eu costuma dizer, medricas), Gulosa (q.b.), Ruidosa (MUITO), enfim, e ainda há quem me ache Fabulosa ou Maravilhosa :)

O Domingo da Pascoela

madrinha.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Na véspera da Páscoa estava a ouvir rádio, a RFM e ouvi um Padre a falar sobre a Páscoa. Eles têm aquela rubrica  "vale a pena pensar nisto", ou algo do género e por acaso gosto de ouvir os assuntos que são abordados. Como era véspera da Páscoa fazia sentido falar sobre a mesma. O que eu não estava à espera era de ouvir falar sobre o Domingo seguinte, a Pascoela.

E porque é que eu prestei mais atenção?

Porque a Osa ia passar a Páscoa na sua nova área de residência, com a sua nova família.

Consequentemente longe dos meus de sempre.

Mas a vida tem destas coisas e nós temos é que contornar as questões da melhor forma possível.

Tenho a minha Afilhada a viver longe, por isso convidei-a a ela e família para virem passar a Pascoela connosco, porque ouvi dizer na tal rubrica que:

 

"A Pascoela simboliza o prolongamento do próprio domingo de Páscoa, numa atitude festiva da Igreja e dos fiéis, podendo dizer-se que representa uma espécie de diminutivo da palavra Páscoa." 

*tirei esta afirmação daqui

 

Achei perfeito podermos passar esta "continuação de Páscoa" juntos.

Foi um dia maravilhoso com o essencial.

Estarmos juntos!

 

Moral da história:

 "quando a vida te dá limões, faz uma limonada"

Isto porque estávamos com crianças por perto, porque noutros tempos faríamos um Martini Bianco com 7up 

 

Bom fim de semana...outra vez prolongado!! Yeah 

Uma viagem sem tirar os pés do chão

IMG_20170424_160952.jpg

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

No passado sábado recebi o meu primeiro Passaporte.

Sim, não tenho nenhum.

Ou melhor, não tinha, pois agora já tenho este tão giro 

 

E recebi-o porquê?

Porque fui à Feira de Saberes e Sabores aqui na terrinha.

Uma feira que junta várias associações de solidariedade social, que nos brindam com uns petiscos e docinhos que alegram bem as "vistinhas".

E a barriga nem se fala!

 

Eu já confessei que adoro comer... então petiscos Upa Upa!

Esta já é a quarta edição, eu só conheci o ano passado.

Mas este ano decidimos ir lá almoçar, no ano passado só tínhamos passado lá para o lanche.

Tem variadíssimos bolos que são vendidos às fatias...uma verdadeira tentação.

Não fosse a dieta e provava quase todos 

Que maravilha, o sol era quente, mas debaixo do guarda-sol ao pé do rio (vazio,mas é um rio) estava-se mesmo bem!

Havia música de fundo (a certa altura ficou um pouco alternativa) e animação para a pequenada, nomeadamente as tão desejadas pinturas faciais.

Sempre que fazias uma compra eles davam-te um carimbo no Passaporte e pelos vistos se conseguisses 20 terias um brinde.

Não cheguei lá!

 

Confesso que não espreitei o artesanato, porque tem sempre coisas lindas, mas o orçamento não permite.

 Espero que continuem por mais edições, eu irei sempre que puder.

 

As consequências da Liberdade

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Ontem foi dia de comemorar a Liberdade que foi conquistada!

 

(Infelizmente há quem se esqueça que a Liberdade que hoje têm, teve que ser conquistada por outros)

 

Jantar no Mac Donalds (a imagem seguinte não deixa margem para dúvidas ) foi a Liberdade a que me propus ontem! 

IMG_20170425_203517.jpg

 Hoje estou "PRESA" às consequências!

 

Uma curiosidade:

  • ontem seria a primeira vez da minha pipoca a comer desta maravilha comida. Ela deu uma "chapada de luva branca" aos pais, adormeceu antes de jantar e só acordou hoje de manhã.
  • Ela é que sabe!!!

Segunda feira com Gostinho a Sexta!

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Hoje quando liguei o computador tinha a seguinte mensagem:

"Dia da Liberdade: Amanhã todo o Dia"

Boa! 

Mas o que é isto da Liberdade? 

Calma, eu não vou explicar.

Até porque diz que " A minha Liberdade termina onde começa a dos outros."

Ou

"...começa onde acaba a dos outros..."

Por isso cada um com a sua interpretação!

 

Quanto a mim e à liberdade que tenho (e posso), desejo a todos um excelente Feriado, sempre respeitando a Liberdade de cada um sem nunca esquecer a sua própria Liberdade.

 

Deixo-vos com um registo meu (já com alguns anos) de um grande momento de Liberdade Total.

 

FB_IMG_1493051367911.jpg

 

 Praticar desporto para mim é sem dúvida um dos meus momentos com mais Liberdade, onde me liberto da tensão ( maior parte dela) do dia a dia.

 

 Até quarta!

 

Então é só a mim...

serio.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

...que acontece isto?

 

Sabem aquela situação em que tens algo marcado para cedo, tão cedo que és a primeira a ser atendida.

Chegas à hora exacta ao local, mas ainda está fechado.

Passados uns dois minutos chega a pessoa que te vai atender mas também têm que esperar porque não tem as chaves do edifício.

Cumprimenta-me e diz-me o seguinte:

"Eles hoje estão atrasados!"

 

Eu concordo com um abanar de ombros (valeram-me os óculos de sol para esconder o meu ar menos bom).

Mas o que devia ter dito é que não, não é só hoje.

É a segunda vez que lá vou com esta hora marcada e é a segunda vez que se atrasam.

Será que isto significa que só quando eu lá vou é que se atrasam??

 

São sortes, já dizia o Outro!

 

Quem já passou por isto e ficou calado como eu?

 

Estamos a falar de atrasos de 5/7 minutos, mas de manhã representam uma bela meia hora!

 

Bom fim de semana 

Trovoada

Trovoada_1.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Não, a menina aqui não está com a Trovoada.

 

Hoje venho falar da trovoada que se fez "sentir" ontem por este País, ou pelo menos em algumas zonas.

 

Quando saí do trabalho, às 18:30 senti um "Bafo" de calor tal que quase que me fez dar um passo atrás e voltar para dentro do prédio.

Olhei para o céu e rezei para que conseguisse chegar a casa antes da chuva que ameaçava cair, começasse.

 

Vou buscar a minha Princesa a pé, porque é tudo muito perto (tem que se aproveitar) e posso garantir que rezei quase 80 % do caminho.

 

Houveram alturas que tenho a certeza que caminhei mais rápido do que quando ando a correr.

É um pouco a subir, não foi fácil, mas até parecia que tinha asas!

A trovoada aumentava a cada passo que eu dava.

E sabemos o que vem a seguir (normalmente) a uma série de trovões...CHUVADA!

E eu sem guarda-chuva, com um carrinho de bebé e um bebé dentro.

Não iria ser bonito, por mais pequeno que fosse o trajecto!

 

Conclusão, a Super Mãe conseguiu e chegamos a casa sãs e secas...quer dizer, a mãe chegou um pouco transpirada devido ao passo ligeiro que teve que ter.

Nada que não se resolvesse!

 

Mas depois surgiu outro "problema".

Estava um calor dentro de casa que só apetecia abrir todas as janelas.

Mas eu tenho uma paranóia (entre muitas) de criança com a trovoada.

Contavam-me histórias que já tinham morrido pessoas por terem "sido apanhadas" pelos trovões que entravam dentro de casas.

A melhor que me lembro é:

"Se só tiveres uma janela aberta, ele (trovão) não tem por onde sair..."

 

Julguem à vontade, mas hoje quando oiço trovoada é impossível não sentir medo e só me apetecer meter em casa fechada e debaixo do edredão.

 

Ontem deixei duas janelas abertas, pelo sim pelo não, até porque a trovoada ouvia-se muito ao de leve.

Estaria bem longe. 

Tanto que só caíram umas valentes pingas de chuva e parou logo.

Deixando só o BAFO do calor.

 

E por aí, alguém com medo da Trovoada ou dançam ao ritmo dos trovões, com as luzes psicadélicas dos relâmpagos?

 

 

P.S - Imagem retirada da net.

 

Sobre as limpezas da Páscoa

890959475_1_261x203_executo-servios-domsticos-limp

 Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

...agora faço-as de livre e espontânea vontade.

Porquê?

Porque se eu não as fizer, ninguém as faz!

Facto.

 

Há dias ao falar com o meu irmão, disse-lhe que ia tirar a sexta (normalmente trabalho na sexta para gozar a segunda) e o sábado este ano, porque precisava de tempo para organizar as coisas lá por casa, que é o mesmo que dizer que tinha que fazer as limpezas da Páscoa.

Aquelas que ano atrás de ano a minha mãe me "obrigava" a fazer.

E eu ano atrás de ano reclamava sempre.

-Limpezas da Páscoa porquê??

-É por causa de vir cá o Padre???

resmungava a menina.

 

Lembro-me de não perceber o porquê de tanta insistência.

Não me explicavam, só me diziam que tinha que ser feito.

E isso aqui com a menina (ou toda a gente) não funciona muito bem.

 

As limpezas da Páscoa não são só por causa da visita Pascal, é o virar da estação do ano mais fria para uma bem mais agradável.

Por isso é tempo de arejar a casa, deixar que ela "seque" a humidade do Inverno, "aqueça" e se ilumine com o Sol da Primavera.

É tempo de trocar os casacões por casaquinhos, botas por sapatinhos e camisolas por t-shirts.

Agora sim, percebo o porquê de tanta luta entre mim a senhora minha mãe.

Isso e termos uns dias extras para estas lides!!

É que ser mãe, mulher, trabalhadora e dona de casa não é fácil! 

 

Se um dia eu vou ser igual a Ela, isso não sei, mas vou tentar explicar primeiro e só depois mostrar que tem que ser feito.

 

Eu sei que este ano quando limpava a minha casa, senti falta da mangueira que utilizava na casa dos meus pais para limpar as janelas e tirar o pó de uma vez só.

Agora em apartamento não dá muito jeito...os vizinhos não deviam achar muita piada!

 

E por aí, limpou-se muito ou já tinham tudo orientado?

 

Pós-Páscoa

recomeço.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Hello hello...i'm back!

 

Quatro dias sem despertador (tecnológico), a Osa volta à carga.

E que bem que sabe começar a semana à terça 

Ainda por cima com duas semanas que se avizinham também mais curtas! Yeahhhh

 

Desde que me lembro que a Segunda feira de Páscoa é "como se fosse um Domingo a seguir ao Domingo de Páscoa".

Digamos que é um prolongar das festividades!

 

Quando era mais "novinha" tinha uma tradição com os amigos que era sairmos para dançar no Domingo à noite de Páscoa.

Grandes noites no Park Club!

 

E pronto, ao longo da semana irei contar mais sobre o que fiz e o que acho da Páscoa.

 

Uma coisa vos digo, não comi nenhuma amêndoa!

Já folares...

 

 

P.S - Imagem retirada da net.

 

Diz que Beijar Emagrece...

beijo.png

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas...

 

Já alguém o disse e eu concordo, "Beijar é bom ".

E hoje ao reparar que era o Dia do Beijo li que "Beijar Emagrece"

Ok! (vou ter quer beijar mais) 

Seja na bochecha ou na boca.

Claro que se for na boca não pode ser a qualquer pessoa...falo por mim, claro!!!

Mas cada um é que sabe de si.

Posto isto, qual a questão que me traz aqui hoje.

Os beijos.

Mas não um beijo qualquer.

Venho falar dos beijos que damos (enchemos) aos nossos rebentos.

 

Atenção que não quero chocar ninguém, por isso se for susceptível a cenas mais emocionantes, pare a sua leitura por aqui, Por Favor!

 

Eu dou beijos na boca ( e não só!) à minha filha, desde que ela nasceu. 

E isso põe-No doido!!!!

 

Lembro-me de ver a minha mãe dar beijos na boca do meu irmão mais novo.

Achava uma ternura.

Para mim era sinónimo de cumplicidade. (não é que não haja para quem não os dê, calma!)

Ela também deve ter dado a mim e ao outro meu irmão, a minha memória é que já não me permite lembrar.

Sempre foi normal para mim ver esse gesto, entre pais e filhos, não me mete confusão de todo, mas há quem não ache o mesmo.

Respeito isso!

Eu vou continuar a enche-la de beijinhos porque é a "coisa" mais linda mãe.

Beijem muito, hoje e sempre.

 

A Osa "vai de férias" e volta depois da Páscoa. Espero que tenham uns dias recheados de alegria junto de quem mais gostam.

Cuidado com as amêndoas em excesso!

 

 

P.S - Imagem retirada da net.

 

 

Peripécias na cozinha, Doce Fit

Collage 2017-04-12 11_28_01.jpg

 

Daqui fala a Osa, mas qual delas... 

 

A Osa está em dieta (leia-se, está a ter algum cuidado com a alimentação).

Mas a Osa gosta muiiiiiiiiiiiiiiiitooooooo de comer.

E isso suscita alguma controvérsia entre a cabeça e a barriguinha...

Quando me "proíbem" de comer algo é o mesmo que me atiçar fogo ao "cu das calças"...

Na minha cabeça oiço a voz doce da doutora:

"Dona Cristina sobremesa não!"

Penso:

"É crente ou ainda não me conhece o suficiente."

A segunda hipótese, com certeza!

Adiante.

 

Eu como já disse antes, tenho gostado cada vez mais de estar na cozinha a fazer docinhos.

Mas os docinhos têm que ser reinventados, por causa da minha "condição".

Outra coisa que também já o disse por aqui (e não só) é que odeio deitar comida fora.

Não gosto nada.

 

Cada vez mais oiço dizer que não se deve colocar a fruta no frigorífico, diz que perde as qualidades.

Mas com o calor a fruta "amadurece" muito mais rápido.

Fico confusa e com fruta podre muito rápido...

E eu gosto de fruta fresquinha. (vou ter que comprar mais amiúde)

Os meus dentes é que se queixam às vezes!!!

 

Ontem ao remexer na fruta apercebi-me que tinha umas 8 maças a ficarem "passadas", tipo das que já ninguém as vai comer!

Tive que pensar numa solução para o problema.

A Osa meteu a mão na massa.

 

Pesquisei por "Tarte de Maça saudável" no amigo Google e apareceram duas que me "saltaram à vista".

Mas nem uma nem outra me convenciam...até que pensei que seria interessante juntar as duas, ou melhor, a base de uma e o recheio de outra.

Passo a explicar:

Cozi as 8 maças e reduzi-as a puré.

Juntei metade do puré a 160g de aveia (flocos), duas colheres de sopa de açúcar mascavado e uma pitada de sal. Amassei bem e coloquei na forma, previamente untada, formando a base para a tarte. Levei ao forno durante 10 minutos. Enquanto isto juntei ao restante puré duas gemas e um ovo, mexi bem e fui laminar duas maças para decorar a tarte. Passados os dez minutos coloquei o recheio na base e dispus as maças laminadas como manda a etiqueta...(aquilo custa, depois de meio, confesso que abandalhei um pouco ).

Foi novamente para o forno, durante meia hora (ou até ficar douradinha) a 180º.

Polvilhei com um pouco de canela.

 

Como podem ver é bastante fácil, barato e o açúcar que é adicionado é muito pouco.

Mais, serve para os olhos comerem e parecendo que não, acaba por saciar sempre alguma coisa!

Cá em casa foi aprovada até pela mais pikena  

Ela tem adorado as invenções da mamy!!

Nota: Aprendi da melhor forma que não é preciso massa folhada/quebrada para se fazer uma tarte. Yeahhh

 

Retirei ou "roubei" as ideias daqui (base) e daqui (recheio).

 

Até à próxima peripécia já sabem, sejam doces ou salgados, conforme o gosto!